Ânimo


Ando meio desanimado e escrevendo pouco, mas me lembrei que além de não poder deixar os leitores na mão, tenho uma estimada amiga (Kelly) que me pediu justamente para escrever sobre ânimo, no poder que ele exerce sobre nossas ações.

O ânimo é excelente quando joga ao nosso lado, nos motiva e nos auxilia na busca de metas e objetivos. Estou neste momento pensando em como me animar novamente para voltar a escrever freqüentemente e me ocorreu que sempre existe alguém necessitando de uma palavra amiga, de apoio ou ajuda, de repente percebi que já estava desenvolvendo um novo post, digitando em meu celular, dentro do trem e posteriormente no metro, mergulhado em meus pensamentos.

Notem que estou animado neste instante, com a sensação prazerosa de estar ajudando e sendo útil, e com o ânimo é assim, acontece sem perceber, basta apenas começar a fazer algo prazeroso, ou apenas fazer com responsabilidade algo que não gostamos, para nos animarmos novamente.

Para quem não sabe, o merchandising da Nike é "apenas faça" (just do it) e é exatamente isso que devemos fazer quando desanimados, fazer o que temos que fazer, com competência e comprometimento, e quando menos espera-se percebemos que estamos totalmente animados. Claro que em muitos momentos não é fácil nem tão pouco simples, mas o X da questão está aí, perceber que está resolvendo algo de grande complexidade é gratificante, nos surpreende e é animador, além de nos manter ativos.

Um amigo, desanimado com o trabalho, não cumpre com suas obrigações como deveria, reclama de tudo, não atinge as metas, não cumpre o que se propôs a cumprir, assim, se vê cada vez mais desanimado e com menos direito de exigir o que no seu subconsciente é o motivo de sua falta de ânimo, e nessa situação vai permanecer por muito tempo, enquanto não arregaçar as mangas e botar a mão na massa percebendo que, estando a mercê da falta de ânimo não sairá desta situação.

Isso é uma situação muito comum em nosso dia a dia, quando nos damos por conta já perdemos o ânimo e estamos em direção ao fundo, sem nem ao menos lutar para sairmos dessa situação, o ânimo não vai retornar assim de uma hora para outra, sem fazermos nada, sem procurarmos por ele, ou procurarmos pelos motivos os quais nos deixaram desanimados, para eliminarmos e voltarmos a nos animar.

Outra situação comum se da com alguém que está na busca de uma nova oportunidade, de algo que espera há bastante tempo, ou que espera com grande ansiedade, se pergunta: “O que faço para manter o ânimo?”, a resposta é simples, porém de implementação complexa, continue buscando com afinco, sempre em frente, com garra e sabedoria e perceberá que o ânimo voltará e a busca se tornará mais leve e menor, o que não significa mais fácil.

Já li uma citação onde o autor afirmava que a felicidade está na jornada pela busca de um objetivo e não no fato de atingi-lo, lembrando sempre desta citação estaremos mais invulneráveis à perda do ânimo, pois apreciaremos mais os pequenos detalhes, nos animando ainda mais com a caminhada e com a busca dos objetivos e o que é principal, continuaremos a fazer o que temos que fazer!

Podemos dizer que o ânimo é o motor que nos empurra para frente, nas nossas buscas, sempre trabalhando com força e intensidade, mas que como todo motor, precisa ser bem cuidado e bem tratado, para que nunca nos deixe na mão, sem ele a busca tornar-se-ia mais longa e menos prazerosa, e mesmo sabendo que a felicidade é buscar, o alcance dos objetivos se faz necessário, para que tenhamos tempo para olhar, analisar e valorizar a busca!


CaeGomes

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

A Sutileza das lições da vida

O outro lado da moeda

Suas ações comprovam?