Arroubos de uma mente insanamente lúcida




Hoje escrevo de maneira diferente, sempre busco causar reflexão, introspecção, aprendizado, mas hoje quero apenas fechar os olhos e deixar que meus dedos traduzam em palavras o que vai em meu coração, não sei se é loucura, desabafo, revolta, ou até mesmo um misto de tudo isso junto,  ou nada disso.

Não entendo como não amar, não respeitar, não ter orgulho, não idolatrar quem te proporciona tamanha alegria, com tamanha doçura, meiguice, inteligência, carinho, não entendo algumas coisas que vejo, nem tão pouco encontro motivos, não encontro o fato gerador e nem mesmo sei se existe um, como explicar o inexplicável, como controlar o incontrolável?

Cegueira pior é aquela que faz com que não enxerguemos as coisas que se tornam cotidianas em nossas vidas e que acarreta em erros que não corrigidos a tempo tornam-se irreparáveis, essa é a cegueira que toma o coração e a mente e que transforma, benéfica ou maleficamente sem que nem mesmo possamos perceber tal transformação.

A mente trabalha milhões de vezes mais rápida do que o coração, com uma intensidade insana, chegando a um nível de detalhamento hipotético absurdo, enquanto o coração sangra e é tomado pelo inconformismo da ausência do amor, próprio ou ao próximo.

Qual o caminho mais apropriado a seguir? A resolução de um problema não segue roteiro, não tem um único caminho, não possui apenas certo e errado, sim ou não, possui milhares de ramificações que levam a caminhos desconhecidos e talvez sem a possibilidade de retorno e correção, logo a escolha do caminho é muito delicada e necessita ser feita com calma e tranquilidade, com discernimento, paciência e muito planejamento, para ao menos diminuir a probabilidade do insucesso.

Descontrolado não toma decisões apropriadas e eficazes se não for única e exclusivamente pela sorte, buscar a calma e abraçar o autocontrole é uma tarefa anterior à tomada de decisão e essa é uma premissa que jamais deve ser quebrada se desejar o melhor resultado possível.

Na busca de um banho de discernimento, aguardo o melhor momento para progredir para o estágio das ações que espero que sejam tomadas assertivamente para que o resultado final seja o esperado, pois seria desastroso um resultado diferente disso devido ao tamanho da responsabilidade que possui a situação.

Quero acreditar que tudo é possível e que nada é por acaso, como sempre foi minha crença, assim como quero acreditar que vai dar tempo de ser banhado pelo discernimento antes que a jaula seja aberta e a fera da ação, descontrolada e feroz antecipe-se, deixando assim as rédeas da vida ao acaso e a sorte.

 Meus dedos ganham vida e a medida que vão produzindo me cubro e paz e de tranquilidade, mas o coração ainda sangra e a mente ainda trabalha intensamente na busca da melhor solução, na busca do melhor caminho e na busca da garantia de que agir é realmente o melhor caminho, pois não tem solução sem ação, mas a ação pode acarretar em outro problema, a mente se conflita e se intensifica a cada segundo e o tempo passa tal qual areia escorrendo sobre os dedos, necessitando de uma ação para que permaneça na palma da mão após a inércia interrompida.

Anseio que o sucesso junte-se a tudo isso e que o objetivo principal seja alcançado.

CaeGomes

Comentários

  1. FAto!!! ..show de bola..rsrsrs ...''deixando assim as rédeas da vida ao acaso e a sorte.E Que o coração esteje preparado para discenir!!.....

    ResponderExcluir

Postar um comentário

Postagens mais visitadas deste blog

A Sutileza das lições da vida

O outro lado da moeda

Suas ações comprovam?