Imediatismo

 

Existe um ditado popular que diz que a pressa é inimiga da perfeição, fazendo uma analogia para mostrar que para se fazer uma tarefa bem feita ela deve ser bem planejada e executada, com atenção aos detalhes e com muito capricho, características que se perdem quando a execução visa apenas a agilidade e o menor tempo para a conclusão.

Nosso prazer e nossa satisfação ao término de uma tarefa é proporcional à dificuldade e tempo gasto na execução dela, quanto mais difícil e demorado para se obter o sucesso na execução, maior é a sua satisfação em ter superado todos os obstáculos e ter concluído a tarefa, quanto mais longa é a estrada, quanto maior é a jornada, maior serão os benefícios que lhe trarão.

Não tenha pressa, não anseie uma rápida conclusão, foque na determinação e na força, com disposição e resiliência, porque a vida lhe garante que ao término ao olhar para traz seu coração irá se encher por completo, você determina qual será o conteúdo, após subir uma montanha, com a visão mais ampla devido a altitude, você percebe que existem infinitas montanhas a serem superadas, você pode escolher esmorecer, desistir e descansar ou respirar fundo e seguir em frente, isso determina o resultado, determina o conteúdo que tomará seu coração no momento que ele for preenchido.

Trabalhe duro e com muita determinação, até se cansar e acreditar que chegou no seu limite, pois neste momento não vai perceber apenas que ele pode ser superado, como também que ele não existe, está livre para voar e voar gasta energia, energia essa que durante o voo é substituída por outras coisas que você vai descobrir ao voar, let´s go, experimente.

"Seja você quem for, seja qual for a posição social que você tenha na vida, a mais alta ou a mais baixa, tenha sempre como meta muita força, muita determinação e sempre faça tudo com muito amor e com muita fé em Deus, que um dia você chega lá. De alguma maneira você chegará lá." - Ayrton Senna

CaeGomes

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

A Sutileza das lições da vida

O outro lado da moeda

Suas ações comprovam?