Introspectiva Incursão

 

"É sempre fácil examinar as consciências alheias, identificar os erros do próximo, opinar em questões que não nos dizem respeito, indicar as fraquezas dos semelhantes, educar os filhos dos vizinhos, reprovar as deficiências dos companheiros, corrigir os defeitos dos outros, aconselhar o caminho reto a quem passa, receitar paciência a quem sofre e retificar as más qualidades de quem segue conosco... Mas enquanto nos distraímos, em tais incursões a distância de nós mesmos, não passamos de aprendizes que fogem, levianos, à verdade e à lição." - Chico Xavier

Empatia no dicionário esta definida como a capacidade de se colocar no lugar do outro, hipoteticamente se posicionar de acordo com as circunstancias, sentimentos e fatores que o outro possuía em determinado momento, mas com a sua visão, sua experiência e seus valores tentar concluir a respeito de determinado assunto, sabendo que pode concluir com enorme discrepância pela diferença de visão, experiência e valores.

Cada individuo tem a sua própria trajetória, suas próprias batalhas e lições, somos todos semelhantes pela ótica de sermos todos seres com a necessidade e também obrigação de evoluirmos constantemente durante nossa estadia na escola da vida, porem cada qual com sua lição que se apresenta peculiarmente para proporcionar uma maior assertividade e melhores resultados.

Aquele que faz incursões a respeito do semelhante não obtêm outro resultado que não seja a inercia da sua trajetória evolutiva, independente de ter tido ou não empatia nessa incursão, concluir a respeito do outro é muito mais simples do que concluir sobre nós mesmos, mas não nos proporciona os mesmos resultados ainda que seja possível evoluir observando, a incursão que deve ser priorizada e ser o foco de cada individuo é a incursão ao mais profundo nível do seu eu interior, onde realmente se localizam as respostas, os erros e possibilidades de evolução e crescimento, onde cada um necessita conhecer e entender até os mínimos detalhes para ser capaz de ditar as regras.

Apontar para o outro é tão simples quanto negligenciar o seu eu interior, esses fatores somados ou não podem facilmente seduzir o foco e distanciá-lo da única coisa que deveria realmente importar, a única coisa que tem força e capacidade de romper a inércia da trajetória evolutiva, VOCÊ!

Por maior que seja o seu conhecimento sobre você, o desconhecido permanece imensidão, "coisa" parece não estar mais fora de contexto não acha? Foco, ele pode te auxiliar, pois olhar para dentro e enxergaré tão necessário quanto difícil.

CaeGomes

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

A Sutileza das lições da vida

O outro lado da moeda

Suas ações comprovam?